fbpx

Avaliação de Crianças

Home / Avaliação de Crianças
Criança sendo examinada por oftalmopediatra
Criança é submetida ao exame de biomicroscopia durante avaliação visual pelo oftalmopediatra.

A visão nas crianças é um importante fator que influencia o desenvolvimento cognitivo, social, escolar e motor. Deficiências visuais podem levar a problemas de aprendizado, alterações de comportamento e outros problemas, inclusive na vida adulta.

Desde o nascimento, os olhos e a capacidade visual devem ser avaliados e acompanhados de perto. Os problemas oculares diagnosticados precocemente podem ser tratados com sucesso ou minimizados, evitando prejuízos à qualidade de vida da criança e consequências mais graves no futuro.

 

Quando levar a criança para um exame oftalmológico?

A primeira avaliação dos olhos do bebê acontece ainda na maternidade, com o teste do reflexo vermelho. Quando ele é normal, recomenda-se uma avaliação com um oftalmopediatra aos 6 meses de idade.

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica (SBOP) sugere que um exame ocular completo seja realizado pelo oftalmologista a cada 6 meses durante os dois primeiros anos e, depois, anualmente até os 7 a 9 anos de idade.

Porém, o profissional deve ser procurado em qualquer idade para uma consulta oftalmológica caso a família perceba algum dos seguintes sinais e sintomas:

  • alteração do reflexo vermelho em fotografias (leucocoria);
  • “olho torto” (estrabismo);
  • pálpebra caída (ptose);
  • lacrimejamento constante;
  • olhos vermelhos;
  • secreção ocular;
  • dificuldade para enxergar ou distinguir cores;
  • tendência a apertar os olhos para tentar ver os objetos que estão longe;
  • dores de cabeça;
  • visão dupla.

 

Exame do recém nascido: teste do olhinho

O teste do olhinho (ou teste do reflexo vermelho) é obrigatório em alguns estados e faz parte da rotina do recém nascido logo nos primeiros dias de vida. Não se trata de um exame oftalmológico completo, mas sim de uma triagem para doenças oculares graves, como catarata congênita ou retinoblastoma.

O teste do olhinho pode ser realizado por pediatras ou por um oftalmologista. Para isso, é utilizado um instrumento chamado oftalmoscópio, que emite uma luz que se reflete nos olhos do bebê. 

Para ser considerado normal, o reflexo deve ser vermelho brilhante. Isso significa que não há impedimentos à passagem da luz e ela consegue atingir e se refletir na retina do bebê. 

No caso de exame duvidoso ou reflexo anormal, o pediatra encaminha a criança ao oftalmopediatra sem demora para a realização de exames mais específicos. 

 

Avaliação visual do pré-escolar 

Em bebês e crianças pré-verbais não é possível realizar os exames da mesma forma que em adultos. Eles não informam, por exemplo, a visão de forma objetiva. 

 

Medida da visão 

Os testes de capacidade visual são realizados utilizando objetos, lanternas ou as mãos. O oftalmologista observa se o bebê consegue manter a atenção no objeto e segui-lo com os olhos.

Em crianças um pouco maiores podem ser utilizados cartões com imagens (cartões de Teller) ou tambores listrados.

 

Retinoscopia

A retinoscopia é o exame que verifica a presença de erros refracionais: miopia, hipermetropia e astigmatismo. 

Mais importante do que saber se a criança precisa de óculos, porém, é saber se existe alguma diferença de “grau” entre os olhos, chamada de anisometropia. No estrabismo e na anisometropia, um dos olhos não desenvolve a visão de forma normal, ficando “preguiçoso” ou amblíope.

 

Exame dos olhos

As estruturas oculares, nessa faixa etária, são examinadas com uma lanterna e o fundo de olho examinado com o oftalmoscópio binocular indireto.

 

Pressão ocular

A pressão ocular é avaliada através da palpação ou, quando necessário, utilizando tonômetros manuais.

 

Avaliação oftalmológica de escolares

Nos escolares já é possível medir a visão de cada olho utilizando números, letras ou desenhos de tamanhos diferentes. 

A movimentação dos olhos é avaliada através do teste de rotações oculares e determina a capacidade dos músculos extraoculares e sua sincronia.

O exame das estruturas oculares é feito na lâmpada de fenda e com o oftalmoscópio indireto, da mesma forma que no adulto.(link para consulta oftalmológica)

A medida da pressão ocular pode ser feita com o tonômetro de aplanação, se a criança permitir.

É importante ressaltar que para o exame das crianças é utilizado o colírio que dilata as pupilas. Explicar a elas antecipadamente o que irá acontecer no consultório diminui o medo e facilita a avaliação.

 

Quer saber mais detalhes sobre como é feito o exame de vista em bebês e crianças? Basta clicar aqui.

× Fale conosco!