fbpx
Buraco macular: o que você precisa saber?

Buraco macular: o que você precisa saber?

Buraco macular é uma doença que acomete a mácula, região central da retina. Essa área é responsável pela visão central e por distinguir os detalhes dos objetos.

Quando um buraco macular se forma, a visão fica borrada e pode surgir uma mancha no centro do campo visual. Esse quadro é mais comum em mulheres, entre 60 e 70 anos de idade, e geralmente acomete apenas um dos olhos.

Para entender melhor:

A mácula é uma área muito pequena dos olhos, localizada no centro da retina. Nessa região estão concentrados os cones, fotorreceptores responsáveis pela visão de detalhes e pela percepção das cores das imagens que enxergamos.

O buraco macular é uma pequena ruptura no ponto central da mácula, a fóvea. Sem fotorreceptores, não há formação de imagem neste local e a aparência é de um ponto “cego” na visão.

Causas e fatores de risco

O buraco macular pode ser causado por um trauma ou cirurgia ocular, porém a causa mais comum é a presença de tração na região da fóvea, causada pelo descolamento do vítreo.

Alguns fatores de risco são:

  • sexo feminino;
  • idade acima de 60 anos;
  • miopia elevada;
  • trauma ocular contuso.

Sintomas

O buraco macular causa embaçamento progressivo da visão, dificultando que os detalhes dos objetos sejam percebidos.
Com o passar do tempo, o paciente passa a perceber uma “nuvem”no centro da visão, que progride até formar uma mancha cega.

Diagnóstico

O diagnóstico do buraco macular é feito por meio do exame de fundo de olho e pela tomografia de coerência óptica (OCT).

As imagens de OCT mostram a membrana posterior do vítreo aderida à fóvea, causando tração. Com o passar do tempo, ocorre a formação do buraco macular. Fonte: Wikipedia.
As imagens de OCT mostram a membrana posterior do vítreo aderida à fóvea, causando tração. Com o passar do tempo, ocorre a formação do buraco macular. Fonte: Wikipedia.

Tratamento

Alguns casos iniciais e sem comprometimento da visão podem ser acompanhados.

Quando a doença progride e causa perda visual, o tratamento cirúrgico é indicado. A cirurgia de escolha é a vitrectomia e a colocação de um gás expansor, que mantém pressão sobre o buraco macular até que ele cicatrize.