fbpx
Tipos de lentes de óculos: como escolher entre tantas opções?

Tipos de lentes de óculos: como escolher entre tantas opções?

Dra. Adriana Bonfioli assinatura

Existem basicamente dois tipos de óculos: monofocais e multifocais.

Os óculos monofocais corrigem apenas um tipo de grau, enquanto os multifocais são capazes de focalizar os objetos em distâncias variadas. Na maioria das vezes, os multifocais são indicados para pessoas acima de 40 anos, portadoras de presbiopia ou ‘vista cansada”.

O problema na hora de escolher os óculos é que, dentro desses tipos básicos, existem dezenas de escolhas: lentes de materiais diferentes, com ou sem tratamentos especiais e de diversas marcas, nacionais ou importadas.

Para aprender a fazer as melhores escolhas na hora de comprar seus óculos, continue conosco.

Tipos de material das lentes de óculos

Os materiais mais usados nas lentes oftálmicas são o policarbonato e a resina. A principal diferença entre eles é o índice de refração. Esse valor indica a capacidade do material de desviar os raios luminosos. Quanto maior o índice, mais eficiente o material, produzindo lentes de óculos mais finas.

As lentes de policarbonato são leves e bastante resistentes, especialmente quando submetidas a tratamentos anti-risco. Seu índice de refração é 1.59 e elas são indicadas quando o paciente tem até 4,00 graus de miopia e hipermetropia e, no máximo, 2,00 de astigmatismo. Acima desses parâmetros, esse tipo de material produz lentes espessas e pesadas.

As lentes de resina são melhores para quem tem graus mais elevados, pois existem opções com índices de refração que variam de 1,67 a 1,76. As lentes de alto índice resultam em óculos leves e discretos, mesmo em graus acima de 4,00.

Tratamentos especiais nas lentes de óculos

Os tratamentos especiais aplicados às lentes visam melhorar a qualidade e o conforto da visão, a durabilidade dos óculos e/ou a sua estética.

Anti-reflexo

a mesma moça usando um óculos com lentes sem anti-reflexo à esquerda e com anti-reflexo à direitaAs lentes de óculos refletem uma parte da luz que chega até elas. Isso faz com que os olhos da pessoa que está usando os óculos sejam menos visíveis. Além disso, esses reflexos podem provocar algumas imagens fantasma, atrapalhando a visão.

Os tratamentos anti-reflexos são aplicados em finas camadas sobre as lentes e reduzem esse efeito “espelhado”, melhorando a estética dos óculos e a qualidade da visão.

As desvantagens das lentes anti-reflexo são:

  • preço mais elevado;
  • sujam com mais facilidade;
  • menor durabilidade das lentes.

Anti-risco

No tratamento anti-risco, uma camada de quartzo é aplicada na superfície da lente para aumentar a resistência a arranhões e impacto.

Filtro para luz UV

Todas as lentes oftálmicas de boa procedência possuem filtro que bloqueia entre 95 a 100% dos raios ultravioleta. Isso mesmo! Mesmo as lentes claras possuem filtro para luz UV.

Filtro para luz azul

Recentemente tem sido demonstrado que a luz azul artificial pode provocar danos à visão e atrapalhar a qualidade do sono.

Dessa forma, para pessoas que trabalham no computador ou usam dispositivos eletrônicos constantemente, lentes com filtro para luz azul podem ser uma boa opção.

Lente fotossensível

Homem e mulher usando óculos com lentes que escurecem no solAs lentes fotossensíveis escurecem quando recebem raios solares, pois seus pigmentos são ativados pelos raios ultravioleta. São indicadas para pessoas que usam os óculos ao ar livre e não querem trocá-los por outros de sol.

Importante: esse tipo de lente não escurece dentro do carro, pois os vidros bloqueiam a maior parte dos raios UV.

Anti-embaçante

Esse tratamento controla a quantidade de umidade que se condensa na superfície das lentes, evitando que elas se embacem.

Ele é indicado para pessoas que trabalham em ambientes com muita variação de temperatura como, por exemplo, locais com alta refrigeração.

Anti-engordurante

Resíduos de gordura nas lentes causam manchas e embaçamento. A aplicação de uma película especial “escorregadia” diminui a aderência da sujeira às lentes.

Tipos de lentes de óculos de acordo com o que corrigem

Em relação à correção de grau, as lentes podem ser simples ou multifocais (bifocais, progressivas ou regressivas).

Lentes de óculos simples

As lentes simples conseguem corrigir os seguintes problemas de visão:

  • miopia isolada;
  • hipermetropia isolada;
  • miopia + astigmatismo;
  • hipermetropia + astigmatismo;
  • presbiopia isolada.

Na presbiopia (ou vista cansada), as lentes de visão simples são utilizadas nos “óculos para leitura”, que possuem um foco fixo geralmente entre 30 e 40 cm de distância.

Lentes de óculos bifocais

As lentes de óculos bifocais são indicadas principalmente para as pessoas présbitas, ou seja, com mais de 40 anos e que apresentam a “vista cansada”.

Esse tipo de lente tem um campo de longe e outro de perto, divididos por uma linha visível.

A principal vantagem das lentes bifocais, em relação às multifocais, é o custo. Algumas desvantagens são:

  • pior estética dos óculos;
  • foco apenas para longe e perto, sem visão intermediária;
  • salto de imagem na hora de mudar o olhar de longe para um objeto próximo.

Comparativo entre óculos bifocais e multifocais

Lentes de óculos multifocais ou progressivas

As lentes multifocais corrigem a visão para diferentes distâncias: longe, intermediárias e perto. Elas são utilizadas para as pessoas que apresentam presbiopia.

A transição do “grau” de longe até o de perto é feita de forma progressiva, portanto não existe uma linha divisória visível.

As vantagens das lentes multifocais, em relação às bifocais, são:

  • tecnologia moderna;
  • focos para visão de longe, intermediária e perto;
  • transição gradual da visão de longe para a de perto, sem salto de imagem;
  • melhor estética dos óculos.

Lentes de óculos regressivas

Óculos bifocais e multifocais podem não ser a opção ideal para uma pessoa com presbiopia que trabalha o dia inteiro no computador.

As lentes regressivas são as mais indicadas para esses pacientes. Elas possuem, na sua porção superior, uma ampla área de visão intermediária. A parte inferior das lentes corrige a visão para perto.

Além da escolha correta dos óculos, quem trabalha ou usa o computador por longos períodos de tempo deve tomar outros cuidados para manter a saúde dos olhos e evitar a Ocular Vision Syndrome (Síndrome do uso do computador):

  • ergonomia: a tela do computador deve ser posicionada de 15 a 20 graus abaixo do nível dos olhos e de 40 a 75 cm de distância desses;
  • a mesa deve ser posicionada de forma a evitar reflexos na tela. A janela deve ficar ao lado do computador e não atrás ou à frente dele;
  • a luz ambiente deve ser reduzida para que o brilho da tela seja mais intenso;
  • a cadeira deve ser confortável e ajustada para que os pés fiquem totalmente apoiados e as costas retificadas;
  • intervalos: pequenos momentos de descanso são essenciais. Recomendam-se intervalos de 15 minutos a cada 2 horas de uso dos eletrônicos. Durante o descanso, deve-se procurar olhar para objetos à distância para descansar os músculos ativados durante o trabalho;
  • lágrimas artificiais: se for preciso, o ressecamento ocular pode ser tratado com lubrificantes oculares indicados por um especialista.

Comparativo entre lentes progressivas e regressivas

Lentes de óculos com prismas

A colocação de prismas nas lentes dos óculos é necessária quando os dois olhos não estão alinhados, como ocorre no estrabismo. O objetivo é evitar que o paciente tenha diplopia, ou seja, enxergue duas imagens.

Como os prismas desviam os raios luminosos de uma forma controlada, é possível utilizá-los nas lentes dos óculos para alinhar as imagens dos dois olhos.

Leia também:
Receita de óculos: entenda o que ela quer dizer

No mais…

Agora você já sabe todas as opções que existem no mercado quando o assunto é o tipo de lentes de óculos. Porém, nunca deixe de se consultar com um oftalmologista para saber quais combinações são as mais ideais para o seu caso, combinado?